Bases

FGUSAL                Interreg      programa para una sociedad longeva     CENIE

CONCURSO DE FOTOGRAFIA

VIDAS LONGEVAS: A VITALIDAD CONSTANTE

 

Introdução

O Centro Internacional sobre o Envelhecimento (CENIE), entre outras ações relevantes, é o promotor e impulsionador do Programa para uma Sociedade Longeva, com base na decisão estratégica, empenhada e construtiva de enfrentar a longevidade como um dos pontos fortes da sociedade atual e futura.

O Programa para uma Sociedade Longeva baseia-se na necessidade de incentivar, apoiar e implementar estudos, investigações, descobertas científicas e avanços tecnológicos que contribuam para definir a longevidade como uma fase saudável e gratificante da vida, tanto para os indivíduos como para a sociedade a que pertencem. Desta forma, ser longevo torna-se um horizonte promissor cheio de possibilidades, um verdadeiro motor de crescimento e um fator de melhoria contínua na nossa relação social e cultural.

A longevidade nunca deve ser apenas equivalente à reforma e muito menos à inação, à falta de participação, à falta de utilidade ou de produtividade - entendida não só do ponto de vista económico -, mas deve ser vista como o momento privilegiado da vida, em que o que já foi aprendido se torna verdadeiro capital individual e social, transferível para a comunidade no seu conjunto. E na base de uma aprendizagem nova e contínua.

Ser longevo é uma forma de ser e de estar num mundo felizmente integrado por pessoas que valorizam e apreciam a sua bagagem existencial como um património valioso, mas que, ao mesmo tempo, continuam a ser movidas por projetos, pela vitalidade essencial da ilusão, pelas ideias de renovação. Em suma, pela aspiração legítima de uma vida melhor para si próprios e para os outros.

Só desta forma as relações sociais serão alargadas e enriquecidas. Só assim a extensão da vida não será apenas o efeito do comportamento orgânico ou biológico, mas o horizonte no qual indivíduos e sociedades podem caminhar juntos, onde a experiência atinge o seu valor insubstituível e o futuro é a aspiração que continua a energizar a nossa vida.

O Programa para uma Sociedade Longeva é um verdadeiro desafio social e cultural. A implementação de um processo de transformação em que a duração da vida é acompanhada pelo prolongamento da sua qualidade. Um processo que é possível, oportuno e justo. Um processo que não admite atrasos. 

O Programa para uma Sociedade Longeva é uma iniciativa aprovada (0551_PSL_6_E) no âmbito do Programa de Cooperação INTERREG V-A, Espanha-Portugal, (POCTEP), 2014-2020, financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Prazo

A 3ª edição do Concurso de Fotografia, promovida pela Fundação Geral da Universidade de Salamanca (FGUSAL), no âmbito do Programa para uma Sociedade Longeva, tem início no dia 22 de Julho de 2021 e termina no dia 31 de Dezembro de 2021 às 24:00h (hora -UTC+01:00- Bruxelas, Copenhaga, Madrid, Paris)

Ao apresentar uma inscrição, cada participante aceita as regras do concurso e declara ser maior de idade.

Quem pode participar

O Grande Prémio Olhares do CENIE e os prémios: "Escolha do Público", Gente, Olhares na Raia, Olhares Ibéricos, Imágenes Alteradas e Móvel estão abertos a fotógrafos maiores de 18 anos. A FGUSAL determinará a elegibilidade dos vencedores a seu exclusivo critério.

Qual é o tema?

As seguintes 6 categorias devem concentrar-se no lema que serve como título ao concurso de fotografia:

“Vidas longevas: a vitalidad constante”

Gente: Retratos y fotos de personas mayores en grupo o en solitario que trasmiten una visión positiva de la longevidad.

1. Pessoas: Retratos e fotos de pessoas idosas em grupo ou sozinhas que transmitam uma visão positiva da idade.

2. Olhares: Eventos, objetos ou atividades que liguem a realidade dos idosos ao usufruto do património cultural e natural. Devem ser fotografias que nos dêem uma ideia do que significa viver ativamente para os idosos.

3. Olhares Ibéricos: Eventos, objetos ou atividades que liguem a realidade dos idosos ao usufruto do património cultural e natural de Espanha e Portugal. Devem ser fotografias que nos dêem uma ideia do que significa viver ativamente, para os idosos, em Espanha e em Portugal.

4. Olhares na Raia: Eventos, objetos ou atividades que relacionem a realidade dos idosos com a fruição do território transfronteiriço1 de Espanha e Portugal. Devem ser fotografias que nos dêem uma ideia do que significa viver ativamente para os idosos.

1.  O Espaço transfronteiriço de Espanha-Portugal é constituído por 37 NUTS III pertencentes a ambos os países.:

• Espanha: Ourense, Pontevedra, Zamora, Salamanca, Cáceres, Badajoz, Huelva, A Corunha, Lugo, Ávila, León, Valladolid, Cádiz, Córdoba e Sevilha.

• Portugal: Alto Minho, Cávado, Terras Trás-os-Montes, Douro, Beiras e Serra de Estela, Beira Baixa, Alto Alentejo, Alentejo Central, Baixo Alentejo, Algarve, Ave, Alto Tâmega, Tâmega e Sousa, Área Metropolitana do Porto, Viseu Dão-Lafões, Região de Coimbra, Médio Tejo, Região de Aveiro, Região de Leiria, Oeste e Alentejo Litoral.

5. Imagens alteradas: Fotografias manipuladas para fins artísticos através da aplicação de efeitos especiais digitais e/ou tradicionais (i.e., coloração, tonificação, colagem, compósitos fotográficos, HDR, etc.).

6. Móvel: Qualquer fotografia tirada com um dispositivo móvel (telemóvel ou tablet).

Para ser elegível para qualquer categoria, uma fotografia deve ter sido tirada pelo participante a partir de 1 de Janeiro de 2021. 

Fotos recortadas são elegíveis em todas as categorias. Não aceitamos fotos digitais ou melhoradas ou de outra forma alteradas, exceto aquelas incluídas na categoria Imagens Alteradas. Pequenos ajustes, incluindo manchas, ajuste de contraste e ligeiro ajuste de cor ou equivalentes digitais são aceitáveis para todas as categorias. Se os juízes determinarem que um fotógrafo alterou a sua foto, reservam-se o direito de movê-la para Imagens alteradas ou desqualificá-la.

Para uma foto em que uma pessoa é reconhecível, deve estar preparado para apresentar uma autorização da pessoa que aparece na foto ou, no caso de um menor, do pai ou tutor, para ser apresentada à FGUSAL se solicitado.

Da mesma forma, os participantes cujas fotos representam o trabalho de terceiros (como esculturas, estátuas, pinturas e outros trabalhos protegidos por direitos de autor) devem estar preparados para fornecer autorização do detentor dos direitos de autor à FGUSAL, se solicitado. Ao fotografar o trabalho de outros, deve ser como um objeto no seu ambiente e não como um plano completo da criação de outra pessoa.

As fotografias que violem ou infrinjam os direitos de outra pessoa, incluindo mas não limitado aos direitos de autor, não são elegíveis.

As fotografias que contenham conteúdo sexualmente explícito, nu, obsceno, violento ou outro conteúdo censurável ou inadequado, conforme determinado pela FGUSAL a seu exclusivo critério, não são elegíveis para todas as categorias do presente concurso.

Ética

Os participantes devem divulgar as circunstâncias em que se capturou um imagem, bem como quaisquer instruções dadas a uma pessoa que figure na imagem.

O bem-estar da pessoa ou pessoas que aparecem nas imagens e do seu ambiente deve ser colocada à frente do desejo de captar uma fotografia. Quando se participa no concurso os participantes devem certificar que as pessoas que aparecem nas imagens foram tratados com respeito e dignidade, e que nenhuma pessoa, vida selvagem ou ambiente foram prejudicados pela criação de uma fotografia.

Se foi utilizado um isco para atrair a vida selvagem, ou se foi utilizado equipamento especial, como câmaras de armadilha e drones para capturar a imagem, deve ser informado. O isco vivo não é permitido.

Como participar

Por favor, envie as fotografias através do formulário criado no nosso site cenie.eu ou solicite informação em concurso.fotografia@cenie.eu. Pode enviar até 5 fotos por categoria para um total de 30 fotografias apresentadas. Para serem exibidas na nossa galeria online sem serem esticadas ou distorcidas, as fotografias devem ser enviadas em formato .jpeg ou .jpg a 72ppp, editadas para a web em espaço de cor sRGB, com pelo menos 2.000 pixels no seu lado maior e não pesar mais do que 5 MB. Deve ser preenchido um formulário para cada foto enviada.

Não aceitamos fotos enviadas por correio e não aceitamos mais de um participante por endereço de e-mail. São aceitáveis digitalizações de alta qualidade de fotografias não digitais. As fotografias digitais devem ser tiradas com a maior resolução possível.

Pode pedir-se aos finalistas que enviem um arquivo digital original, não editado, ou um negativo, impresso ou slide original. Os negativos originais, cópias ou slides serão devolvidos aos finalistas. A FGUSAL reserva-se o direito de desqualificar os concorrentes que não possam apresentar, mediante pedido, uma fotografia de alta resolução de pelo menos 300 ppp a 3.000 pixels no lado comprido ou um slide, negativo, impresso ou original da foto. As fotografias móveis estão isentas deste requisito de tamanho, mas devem ser enviadas com resolução mais alta se solicitadas.

A FGUSAL pode coletar metadados de uma fotografia ao ser apresentada.

Direitos de autor

1. A participação no Concurso implica por parte dos concorrentes:

• Garantir que é o único titular de todos os direitos sobre a fotografia que apresenta ao concurso, que tem autorização e, portanto, é responsável pelo uso e divulgação das imagens onde haja pessoas susceptíveis de serem reconhecidas ou obras de outros protegidas por direitos de autor;

• Aceitar que as fotografias apresentadas possam ser utilizadas na exposição, amostra ou qualquer parte visual de um catálogo derivado deste concurso;

• Aceitar que as fotografias apresentadas possam ser reproduzidas, sem fins comerciais e de forma ética, pela FGUSAL ou CENIE, em publicações ou no portal da FGUSAL ou CENIE;

• Aceitar que as fotografias enviadas possam ser utilizadas, sem necessidade de comunicação prévia, mencionando sempre o nome do autor da fotografia, nos materiais de comunicação e eventual divulgação em publicações ou revistas, incluindo suporte online.

• A FGUSAL não se responsabiliza por quaisquer downloads que sejam efectuados ilegalmente das obras fotográficas expostas no seu portal ou no portal CENIE.

Data limite para inscrição​

O concurso começa a 22 de Julho de 2021. Todas as inscrições devem ser recebidas através do formulário de inscrição criado no site cenie.eu até às 24:00h (horario -UTC+01:00- Bruxelas, Copenhaga, Madrid, Paris) do dia 31 de Dezembro de 2021.

Avaliação

As fotografias serão avaliadas com base na sua criatividade, qualidade, originalidade e capacidade de resposta ao impacto rápido e geral.

A FGUSAL selecionará 10 finalistas por categoria, um vencedor para cada categoria e um vencedor do Grande Prémio Olhares de CENIE de entre os 60 finalistas. Os 60 finalistas serão notificados do seu estado em Março de 2021 e aparecerão no nosso sítio web na Primavera de 2021. Nessa altura, o público pode votar no nosso site para o vencedor do prémio "Escolha do Público" de entre os 60 finalistas. O vencedor do Prémio Escolha do Público, o Grande Prémio e os vencedores das categorias serão anunciados online em Junho de 2022.

A FGUSAL, através do CENIE, notificará os finalistas e vencedores através dados de contacto fornecidos no momento da inscrição; a FGUSAL poderá desqualificar qualquer pessoa que não responda à notificação no prazo de cinco dias úteis após ter sido notificada.

Prémios

Serão atribuídos seis prémios da seguinte forma:

• Grande Prémio CENIE: 5.000 €.

• Vencedores de cada categoria: Os vencedores de cada uma das 6 categorias receberão 1.250 €.

• "Escolha do Público": O vencedor do prémio "Escolha do Público" receberá 2.000 €.

Só será atribuído um prémio por pessoa. Os vencedores devem assinar uma autorização e licença, bem como uma declaração de elegibilidade, e serão responsáveis pelo pagamento de quaisquer impostos que possam resultar do recebimento do prémio. Características Online: A FGUSAL pode selecionar fotos para destacar no  seu website ou exibi-las num arquivo de concursos acessíveis ao público no seu website ou no website do CENIE; tais seleções serão feitas a critério da FGUSAL.

Disposições finais:

1. A organização não responderá a telefonemas ou cartas sobre os resultados do concurso. Os participantes devem aguardar que a decisão do Júri seja publicada no local apropriado. Apenas os vencedores serão notificados do resultado do concurso.

2. Cada participante será responsável pelo risco de perda ou dano de fotografias ou outros materiais resultantes do processo de envio.

3. Os participantes são os únicos responsáveis pela sua participação. Os participantes não podem submeter materiais que introduzam vírus de software ou outros programas concebidos para danificar software, hardware ou equipamento de telecomunicações, ou que estejam fora do tema, ou que infrinjam os direitos de terceiros.

4. O concurso é nulo onde for proibido ou restringido por lei. A FGUSAL reserva-se o direito de cancelar o concurso ou modificar estas regras a seu critério. Em caso de disputa sobre os vencedores, a FGUSAL reserva-se o direito de atribuir ou não prémios a seu exclusivo critério. A FGUSAL reserva-se o direito de desqualificar qualquer participante cuja participação ou conduta pareça: inibir o desfrute de outros; alterar a concorrência; violar estas regras ou outras leis ou regulamentos aplicáveis; infringir os direitos de outros; ou actuar de forma anti-desportiva ou prejudicial. As decisões da FGUSAL são finais e vinculativas.

5. Qualquer omissão que se verifique neste regulamento será resolvida pela entidade organizadora.

No âmbito de: Programa Operativo Cooperación Transfronteriza España-Portugal
Instituições promotoras: Fundación General de la Universidad de Salamanca Fundación del Consejo Superior de Investigaciones Científicas Direção Geral da Saúde - Portugal Universidad del Algarve - Portugal